Conheça o seu trabalho e trajetória profissional
Consulte os serviços linguísticos que oferece
Conheça alguns clientes que já requisitaram suas traduções
Informe-se sobre questões de tradução, documentação e legalizações
Leia artigos sobre a atividade, características e o ofício de tradutor
Entre em contato conosco
Informações
1. Quanto custa uma tradução juramentada?

As traduções juramentadas têm um valor estabelecido oficialmente para os tradutores públicos (vide Tabela de Emolumentos em www.atpiesp.org.br ou www.fazenda.sp.gov.br/jucesp). Portanto, todos os tradutores públicos aplicam a mesma tabela e têm os mesmos preços. O valor é calculado por lauda (1 lauda = 1.000 caracteres sem espaços em Word). O preço exato do trabalho só pode ser apurado quando a tradução estiver pronta e impressa na folha oficial do tradutor. O computador informa com precisão o número de caracteres.

 

2. Qualquer pessoa pode ser um tradutor público e intérprete comercial?

A figura do tradutor público existe na maioria dos países, pois para efeitos legais se faz necessária uma tradução fidedigna e essa fidedignidade requer uma pessoa habilitada, técnica e legalmente.

Especificamente no Brasil, o tradutor público é um profissional concursado e habilitado pela Junta Comercial do seu estado, de acordo com o Decreto Federal n° 13.609 de 21.10.1943. Ele está sob permanente fiscalização da Junta Comercial de sua jurisdição; é considerado colaborador do Poder Público; suas traduções têm valor legal em todo o território nacional e as versões, naqueles países onde são aceitas; todas as traduções e versões devem ser, à semelhança do procedimento dos Tabeliães, numeradas e assinadas; além disso, uma cópia de cada tradução/versão efetuada é conservada no Livro de Registro pertinente para emissão de certidões e traslados.

Para conhecer a legislação pertinente pode-se consultar o site da ATPIESP - Associação Profissional dos Tradutores Públicos e Intérpretes Comerciais do Estado de São Paulo www.atpiesp.org.br.

 

3. Que diferença há entre uma tradução juramentada e uma tradução não juramentada?

A diferença é a fé pública. Por lei, um documento só tem valor legal se traduzido por um tradutor público. Este profissional, além de ter sido aprovado em concurso público (o que comprova sua capacidade técnica) e estar devidamente registrado na Junta Comercial de seu domicílio (o que comprova sua habilitação), responde civil e criminalmente no desempenho de seu ofício (responsabilidade objetiva pelo dano).

 

4. Pode-se pedir a tradução juramentada de um site ou de um livro?

A tradução juramentada se constitui em um documento para produzir efeitos legais, portanto, costuma ser entregue a um órgão público, ao judiciário ou a uma entidade privada onde se faça necessário comprovar a fidedignidade do documento original. Um site, um artigo, um folheto institucional são traduções normais, não juramentadas.

 

5. É possível obter uma cópia da tradução juramentada?

Sim, efetivamente. O tradutor se assemelha a um notário, no sentido de que deve ter uma cópia de todas as traduções em seus Livros de Registro de Traduções (os quais, quando da aposentadoria ou falecimento do tradutor, deverão ser entregues à Junta Comercial, uma vez que se constituem em propriedade do Estado).

O cliente pode solicitar, além da tradução, uma ou várias cópias originais. A JUCESP denomina cópias ou certidões quando são fornecidas simultaneamente com a tradução e traslados quando se emitem posteriormente. Neste último caso, convém informar o número da tradução, folhas e livro que constam no cabeçalho da folha timbrada. Tanto as cópias simultâneas quanto as posteriores estão sujeitas a honorários, de acordo com a tabela de emolumentos dos tradutores públicos.

 

6. Pode-se receber a tradução juramentada por e-mail ou por fax?

Não. Uma tradução juramentada deve obrigatoriamente ser exarada em folha timbrada do tradutor público, onde devem constar todos os dados identificadores do tradutor, bem como o número da tradução, livro e folhas, os emolumentos, assinatura e o número do recibo emitido para o cliente.

 

7. Qual é o prazo médio de entrega de uma tradução juramentada?

Depende, sobretudo, da quantidade de laudas e também da programação do tradutor. É preciso combinar o prazo previamente. Sem dúvida, prevalece sempre o interesse em atender o cliente, embora, normalmente, não pode ser feita de um dia para o outro, pois, apesar de vivermos no século XXI e termos a nosso dispor a tecnologia dos computadores e dos melhores programas informáticos, uma tradução é um trabalho artesanal e bastante minucioso.

Quando definimos assim a tradução, não nos referimos apenas a textos extremamente técnicos, de alta complexidade terminológica que exigem uma profunda e detalhada pesquisa. Referimo-nos a cada palavra, a cada frase à qual é preciso dar toda a atenção. Às vezes, a má redação do texto original dificulta a compreensão e o tradutor é obrigado a interpretar o sentido segundo o seu melhor entender, outras vezes, a necessidade de adaptar a terminologia ao país ao qual se destina consome horas de pesquisa, ou seja, por trás de uma tradução de qualidade há um tempo, um esforço e uma responsabilidade maiores do que normalmente se imagina.

 

Endereço - Av. Brigadeiro Faria Lima, 1226, 2º andar, cj. A2 • CEP 01451-915 • São Paulo-SP • Brasil (ver mapa)
Tel.: (55 11) 3032-5711 e (55 11) 3032-2414 • e-mail: pilar@traduzir.com.br
Casulo - Multimídia Design